Ao lado de Pelé, Niemeyer apresenta projeto do museu do Rei do futebol

Dois gênios brasileiros se encontraram na tarde desta quinta-feira (4), em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Pelé e o arquiteto Oscar Niemeyer mostraram à imprensa o protótipo do museu inspirado no jogador, que será instalado em Santos, no litoral de São Paulo. O local receberá o nome de Museu Pelé.

Parceria de gênios: Pelé e Niemeyer mostram símbolo do museu inspirado no jogador


O museu orçado em R$ 20 milhões já começou a ser construído e a previsão é que as obras terminem em 2012. Os traços de Niemeyer emocionaram Pelé. O arquiteto de 102 anos se inspirou no pulo de Pelé com o braço levantado como símbolo do monumento. O jogador costumava comemorar seus gols dessa forma.

"Ele é o jogador de todas as gerações e merece várias homenagens”, disse Oscar Niemeyer.
Museu vai ter mais de 3 mil peças.

Pelé adiantou que o museu vai ter mais de três mil peças de acervo, inclusive uma réplica da taça do mundial de 1970, a Jules Rimet, que foi derretida. Mas a peça que mais emocionou o Rei é a caixa de engraxate guardada pela mãe. O ex-jogador explicou que, aos 12 anos, quando ainda morava em Bauru (interior de São Paulo), trabalhou como engraxate para ajudar a família.
"No meu primeiro dia como engraxate, eu ganhei 400 reis e dei para ajudar a minha família. Isso mexe muito comigo até hoje”, revelou o Rei.

O museu terá o formato de uma bola e vai exibir todos os gols registrados da carreira do jogador, que foi o primeiro a ultrapassar a marca dos mil gols.

0 comentários:

below feature ads

Conferência e eventos