Capital do desenvolvimento

Passadas as eleições presidenciais, União, Estado e Município voltam suas atenções para a Copa do Mundo e para as Olimpíadas. Os valores a serem investidos por cada um ainda estão em análise e dependem da aprovação das leis orçamentárias. Mas o secretário municipal de Desenvolvimento do Rio, Felipe Góes, já garante para 2011 pacote de investimentos da prefeitura da ordem de R$ 2,6 bilhões para a preparação da infraestrutura dos dois eventos.

Somente para as Olimpíadas, os investimentos globais previstos, inicialmente, somavam R$ 28,8 bilhões. A iniciativa privada desembolsaria cerca de R$ 11,3 bilhões, o Governo Federal entraria com R$ 7,9 bilhões, o Estado com R$ 2,7 bilhões e o comitê organizador com R$ 5,6 bilhões. O restante ficaria a cargo da Prefeitura. Esses números, entretanto, serão reajustados.

Grupo de trabalho com integrantes dos governos federal, estadual e municipal, além do comitê organizador dos Jogos Olímpicos se reúne a cada duas semanas para tratar de pontos da competição. Felipe Góes considera que os cariocas vão sentir as transformações mais importantes na área de transportes.

“Há uma série de investimentos para transportes que vão mudar a vida dos moradores do Rio. Essas intervenções previstas para a Copa e para as Olimpíadas vão trazer impactos para a população”, destaca o secretário de Desenvolvimento.

Entre os investimentos para transportes está a Transoeste, corredor expresso para ônibus ligando Barra e Campo Grande, na Zona Oeste. O corredor terá integração com linhas tradicionais de ônibus e com o sistema ferroviário, além da construção do Túnel da Grota Funda, entre Barra e Guaratiba. Outra das principais obras é a reforma do Maracanã.

Crescimento na economia
As duas competições ainda prometem trazer crescimento econômico para o Rio de Janeiro. Felipe Góes projeta um acréscimo de 1,5% no crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas na cidade, por ano até 2016.

“É um número muito difícil de calcular. Mas as cidades que sediaram Olimpíadas passadas cresceram cerca de 1,5% a mais do que o normal”, afirma Góes. Em 2008, o PIB do Rio chegou a cerca de R$ 60 bilhões, com um crescimento de aproximadamente 4%.

0 comentários:

below feature ads

Conferência e eventos