Quissamã sedia Conferência de Cultura da Região Norte

Créditos ao SEC-RJ

Música, exposição, palestras e a participação ativa de representantes dos nove municípios da Região Norte fizeram de Quissamã uma referência positiva no processo de diagnosticar a cultura no estado.
Cerca de 250 pessoas compareceram à Conferência de Cultura da Região Norte, realizada no auditório da Prefeitura Municipal de Quissamã, no último sábado (28/08), das 9h às 17h.

O encontro faz parte do processo de construção do Plano Estadual de Cultura, e teve como meta principal aprofundar o diagnóstico obtido nos Encontros Municipais de Cultura, recém-realizados em todos os municípios da região. Esse diagnóstico apontará potencialidades e carências, informação que subsidiará propostas com vistas à melhoria efetiva do cenário da culturada região. Ao final deste processo as propostas do Plano Estadual de Cultura serão consolidadas em um projeto de Lei Estadual da Cultura.

A Conferência de Cultura da Região Norte contou com a participação de artistas, produtores, agentes culturais, representantes de entidades e gestores públicos dos municípios de Campos dos Goytacazes, Carapebus, Cardoso Moreira, Conceição de Macabu, Macaé, São Fidelis, São Francisco de Itabapoana, São João da Barra e Quissamã.

O coral da oficina do Centro Cultural Sobradinho abriu a Conferência, cantando o Hino Nacional Brasileiro e o Hino de Quissamã. O grupo tem dois anos de existência e já formou muitos jovens da região.

A mesa foi composta pelo Prefeito da cidade de Quissamã, Armando Cunha Carneiro da Silva; Rossana Barcellos Vieira, Presidente da Fundação Municipal de Cultura e Lazer de Quissamã; Janete Nunes Cordeiro, Secretária Municipal de Cultura de Carapebus; Orávio Campos, Secretário Municipal de Cultura de Campos dos Goytacazes; Affonso Maria Furtado Silva, Membro do Conselho Estadual de Cultura de Quissamã; Renato Dantas, Coordenador do Plano Estadual de Cultura, representando a Secretária de Estado de Cultura, Adriana Rattes; Ailton Nunes Guimarães, Secretário Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer de Cardoso Moreira; Rozângela Pereira de Oliveira, Diretora Cultural de Conceição de Macabu; Ana Cristina Cabral, Vice-Presidente da Fundação Macaé de Cultura; Ely Corrêa, Secretário Municipal de Cultura e Turismo de São Fidélis; Maenilse Gonçalves da Silva, Diretora do Departamento de Cultura de São Francisco de Itabapoana e Fernando Antônio Lobo, Sub-secretário de Cultura de São João da Barra.

Quissamã

Affonso Maria Furtado da Silva, Membro do Conselho Estadual de Cultura, falou sobre as trocas que esses encontros propiciam.

- A cultura está em globalização e precisa ser destacada. A necessidade de reformulação de leis, processos, tudo isso está sendo avaliado. As contribuições e as críticas nos trazem um terreno fértil. Os fóruns de cultura são essenciais para recebermos mais contribuições e ensinamentos.

Renato Dantas, Coordenador do Plano Estadual de Cultura, representou a Secretária de Estado de Cultura, Adriana Rattes, e discorreu sobre o trabalho realizado na Região Norte-Fluminense.

- Queremos, através desse diagnóstico preliminar, discutir o desenvolvimento atual da cultura na Região Norte. Não é um processo rápido, com prazo definido. Estamos aqui hoje, após termos realizado encontros em todos os municípios da região, para aprofundar o trabalho de elaboração da política cultural, englobando município, regiões do estado, o estado como um todo e, por fim, a nossa inserção no país. A Secretaria de Estado de Cultura está estimulando a participação de representantes da sociedade civil e do poder público, dinamizadores do Plano Estadual de Cultura.

Professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Aristides Arthur Soffiati fez palestra sobre a “A História da Região Norte”. Ele ressaltou a singularidade geográfica da Região Norte-Fluminense, que vai de costas com restingas a zonas serranas. Destacou a importância da divisão da região por lugares pontuais, batizados de sítios: Sítio de Pesca, de Café, de Mandioca, Industrial. Dessa forma, segundo o professor, as diversas formais de cultura local são resgatadas. Outra boa opção seria o estabelecimento das chamadas rotas culturais por interesses: rota cultural, por exemplo, ou rota ambiental.

Dando continuidade à Conferência, os coordenadores do Plano e do Sistema Estadual de Cultura, Zeca Barros e Delmar Cavalcante, apresentaram as principais linhas do Plano, os diagnósticos preliminares e as propostas colhidas na Região Norte-Fluminense. Eles mencionaram as conclusões obtidas nos encontros municipais desses municípios, que apontaram potecialidades e necessidades da Região.

Ao final da Conferência, foram eleitos os representantes do poder público e da sociedade civil da Região Norte que integrarão o Grupo de Coordenação Ampliada, composto por representantes de todas as regiões do estado, que irá auxiliar a Secretaria de Estado de Cultura na construção do Sistema Estadual de Cultura e do Plano Estadual de Cultura. Rossana Barcelos Vieira, Presidente da Fundação Municipal de Cultura e Lazer de Quissamã, foi escolhida pelos secretários de cultura da região como representante do poder público, e Antonio Roberto Kapi, poeta de Campos, será o representante da sociedade civil.



0 comentários:

below feature ads

Conferência e eventos