Quissamã sedia Conferência de Cultura da Região Norte

Créditos ao SEC-RJ

Música, exposição, palestras e a participação ativa de representantes dos nove municípios da Região Norte fizeram de Quissamã uma referência positiva no processo de diagnosticar a cultura no estado.
Cerca de 250 pessoas compareceram à Conferência de Cultura da Região Norte, realizada no auditório da Prefeitura Municipal de Quissamã, no último sábado (28/08), das 9h às 17h.

O encontro faz parte do processo de construção do Plano Estadual de Cultura, e teve como meta principal aprofundar o diagnóstico obtido nos Encontros Municipais de Cultura, recém-realizados em todos os municípios da região. Esse diagnóstico apontará potencialidades e carências, informação que subsidiará propostas com vistas à melhoria efetiva do cenário da culturada região. Ao final deste processo as propostas do Plano Estadual de Cultura serão consolidadas em um projeto de Lei Estadual da Cultura.

A Conferência de Cultura da Região Norte contou com a participação de artistas, produtores, agentes culturais, representantes de entidades e gestores públicos dos municípios de Campos dos Goytacazes, Carapebus, Cardoso Moreira, Conceição de Macabu, Macaé, São Fidelis, São Francisco de Itabapoana, São João da Barra e Quissamã.

O coral da oficina do Centro Cultural Sobradinho abriu a Conferência, cantando o Hino Nacional Brasileiro e o Hino de Quissamã. O grupo tem dois anos de existência e já formou muitos jovens da região.

A mesa foi composta pelo Prefeito da cidade de Quissamã, Armando Cunha Carneiro da Silva; Rossana Barcellos Vieira, Presidente da Fundação Municipal de Cultura e Lazer de Quissamã; Janete Nunes Cordeiro, Secretária Municipal de Cultura de Carapebus; Orávio Campos, Secretário Municipal de Cultura de Campos dos Goytacazes; Affonso Maria Furtado Silva, Membro do Conselho Estadual de Cultura de Quissamã; Renato Dantas, Coordenador do Plano Estadual de Cultura, representando a Secretária de Estado de Cultura, Adriana Rattes; Ailton Nunes Guimarães, Secretário Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer de Cardoso Moreira; Rozângela Pereira de Oliveira, Diretora Cultural de Conceição de Macabu; Ana Cristina Cabral, Vice-Presidente da Fundação Macaé de Cultura; Ely Corrêa, Secretário Municipal de Cultura e Turismo de São Fidélis; Maenilse Gonçalves da Silva, Diretora do Departamento de Cultura de São Francisco de Itabapoana e Fernando Antônio Lobo, Sub-secretário de Cultura de São João da Barra.

Quissamã

Affonso Maria Furtado da Silva, Membro do Conselho Estadual de Cultura, falou sobre as trocas que esses encontros propiciam.

- A cultura está em globalização e precisa ser destacada. A necessidade de reformulação de leis, processos, tudo isso está sendo avaliado. As contribuições e as críticas nos trazem um terreno fértil. Os fóruns de cultura são essenciais para recebermos mais contribuições e ensinamentos.

Renato Dantas, Coordenador do Plano Estadual de Cultura, representou a Secretária de Estado de Cultura, Adriana Rattes, e discorreu sobre o trabalho realizado na Região Norte-Fluminense.

- Queremos, através desse diagnóstico preliminar, discutir o desenvolvimento atual da cultura na Região Norte. Não é um processo rápido, com prazo definido. Estamos aqui hoje, após termos realizado encontros em todos os municípios da região, para aprofundar o trabalho de elaboração da política cultural, englobando município, regiões do estado, o estado como um todo e, por fim, a nossa inserção no país. A Secretaria de Estado de Cultura está estimulando a participação de representantes da sociedade civil e do poder público, dinamizadores do Plano Estadual de Cultura.

Professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Aristides Arthur Soffiati fez palestra sobre a “A História da Região Norte”. Ele ressaltou a singularidade geográfica da Região Norte-Fluminense, que vai de costas com restingas a zonas serranas. Destacou a importância da divisão da região por lugares pontuais, batizados de sítios: Sítio de Pesca, de Café, de Mandioca, Industrial. Dessa forma, segundo o professor, as diversas formais de cultura local são resgatadas. Outra boa opção seria o estabelecimento das chamadas rotas culturais por interesses: rota cultural, por exemplo, ou rota ambiental.

Dando continuidade à Conferência, os coordenadores do Plano e do Sistema Estadual de Cultura, Zeca Barros e Delmar Cavalcante, apresentaram as principais linhas do Plano, os diagnósticos preliminares e as propostas colhidas na Região Norte-Fluminense. Eles mencionaram as conclusões obtidas nos encontros municipais desses municípios, que apontaram potecialidades e necessidades da Região.

Ao final da Conferência, foram eleitos os representantes do poder público e da sociedade civil da Região Norte que integrarão o Grupo de Coordenação Ampliada, composto por representantes de todas as regiões do estado, que irá auxiliar a Secretaria de Estado de Cultura na construção do Sistema Estadual de Cultura e do Plano Estadual de Cultura. Rossana Barcelos Vieira, Presidente da Fundação Municipal de Cultura e Lazer de Quissamã, foi escolhida pelos secretários de cultura da região como representante do poder público, e Antonio Roberto Kapi, poeta de Campos, será o representante da sociedade civil.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nova linha de ônibus facilita acesso ao Piscinão de São Gonçalo

Escola de Dança Maria Olenewa abre inscrições para seleção de novos alunos

Programa Antipichação recupera o Obelisco do Centro do Rio