Alunos de UPP vão a espetáculo com música clássica

Créditos ao SEC-RJ

Duzentos estudantes da UPP Cidade de Deus, com idades entre 6 e 19 anos, vão assistir nesta quarta-feira, dia 15, a um espetáculo musical no Teatro João Caetano, em uma parceria entre a Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, que coordena o programa UPP Social, e a Secretaria de Estado de Cultura.
Os jovens se juntam a outras 600 crianças de escolas estaduais para compor a plateia do musical infanto-juvenil Histórias da Ilha, com música de Edino Krieger e letra de Conceição Campos. São duas sessões - às 11h e às 15h. A programação é parte do Projeto Sala de Música BNDES, da Sala Cecília Meireles, que está fechada para obras.

“Esta será a primeira experiência de jovens de favelas com UPPs se integrando a uma atividade de sala de música. Nossa proposta é que este concerto contribua para inaugurar uma cultura de música clássica entre jovens de favelas do Rio. Música é cultura e cidadania, e os jovens de favelas precisam ser expostos a essas possibilidades. Eles têm esse direito”, diz Sílvia Ramos, subsecretária de Estado de Integração de Ações Sociais no Território e coordenadora das UPPs Sociais.

Os meninos e meninas da Cidade de Deus serão acompanhados por policiais da UPP acostumados a trabalhar em escolas e 25 monitores, que passaram por uma capacitação no dia 8 deste mês. Além de lanche e transporte, os alunos recebem o programa com informações do espetáculo, da história do teatro e até uma pequena aula sobre a composição de uma orquestra.

O programa Sala de Música, realizado desde 2008 pela Sala Cecília Meireles, espaço da Secretaria de Estado de Cultura, apresenta uma série de concertos desenhada especialmente para estudantes da rede pública de ensino e tem o objetivo democratizar o acesso salas de concerto e música de qualidade. A cada concerto é produzida uma revista contendo o programa, informações sobre orquestras, corais e grupos de câmara, que são distribuídas às instituições participantes. O programa conta com a parceria da Secretaria de Estado de Educação e patrocínio do BNDES.

”A participação de jovens das áreas atendidas pelo programa UPP Social potencializa o principal objetivo do programa Sala de Música, que é promover a transformação pessoal e integração social através da música. As apresentações deste dia 15 estão a cargo do coro e da orquestra do projeto social ‘Bem me quer, Paquetá’. Serão jovens tocando para jovens, mostrando que o fazer musical resulta necessariamente da convivência harmoniosa das diferenças, da sensibilização estética de que a beleza deve ser buscada em todos as áreas de nossa vida”, diz João Guilherme Ripper, diretor da Sala Cecília Meirelles e idealizador do Sala de Música.

0 comentários:

below feature ads

Conferência e eventos