Réveillon no Rio terá lançamento da marca das Olimpíadas

Além da tradicional queima de fogos no réveillon, a Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio, será o palco do lançamento da logomarca das Olimpíadas 2016, que será sediada na cidade. O secretário municipal de Turismo, Antonio Pedro Figueira de Mello, adiantou nesta terça-feira (14), que o símbolo do evento será projetado na areia, próximo ao hotel Copacabana Palace, na noite do dia 31.
Segundo o secretário, para comemorar a estreia da nova marca, a prefeitura do Rio convidou o presidente Lula, o presidente do Comitê Olimpíco Brasilieiro, Carlos Arthur Nuzmann e o presidente do COI Jacques Rogge.
“Ainda não recebemos a resposta do Lula. Sabemos que é uma data complicada ainda mais que tem a posse da Dilma no dia seguinte, mas ficaríamos muito felizes se ele viesse nesse momento especial”, disse Antonio Pedro. O primeiro ato da posse da presidente eleita Dilma Rousseff está marcado para as 14h do dia 1° de janeiro.

O secretário explicou que o governador Sérgio Cabral acompanhado de atletas e de outras autoridades do esporte vai acionar um botão para lançar a projeção da marca dos jogos olímpicos na areia. O efeito está programado para acontecer próximo ao palco Brasil, onde vão se apresentar Eri Johnson, Alcione, Daniela Mercury, Zeca Pagodinho e as baterias das escolas de samba Unidos da Tijuca e Acadêmicos do Grande Rio.

Outros três palcos serão montados em Copacabana. Um deles fica na altura da Rua Santa Clara, e receberá shows de Sandra de Sá, Cordão da Bola Preta, Dj Dodô, Fino Coletivo, bateria das escolas de samba Beija-flor e Vila Isabel, além da presença do ator Bruno de Luca. Os outros palcos serão fixados no Leme e em frente a Rua Xavier da Silveira.



Fogos
A queima de fogos foi desenvolvida pela empresa espanhola Pirotecnia Igual. Os fogos de artifício estarão distribuídos em 11 balsas que ocuparão posições estratégicas na Praia de Copacabana. Durante 20 minutos, os cariocas e turistas poderão assistir ao espetáculo no céu, que será acompanhado da trilha sonora criada pelo músico João Brasil.

A expectativa para o réveillon é de ocupação total dos hotéis na orla de Copacabana e de ocupação de 94% nos outros hotéis espalhados pela cidade. A prefeitura do Rio calcula que cerca de 2 milhões de pessoas vão à Praia de Copacabana para assistir à queima de fogos.

“Estamos esperando receber nessa data 700 mil turistas, sendo que muito deles devem chegar antes por causa do show do Roberto Carlos no dia 25. Calculo que cada turista gaste em média 200 dólares por dia. Tenho certeza que os últimos acontecimentos, sobretudo a ocupação no Alemão, não repercutiu de maneira negativa no turismo na cidade”, ressaltou o secretário

Penha
Em outros pontos do Rio, também haverá atrações musicais e shows pirotécnicos. Para a igreja da Penha, na Zona Norte, foi reservada uma surpresa para brindar a ocupação da polícia nos conjuntos de favelas do Alemão e da Penha.

“Não posso revelar qual é essa surpresa, só vou pedir para que as pessoas prestem atenção no alto da Igreja da Penha, porque é de lá que vai vir essa novidade. Esse réveillon terá um gostinho especial da paz”, contou o secretário.

A Riotur, órgão do turismo da prefeitura do Rio, gastou quase R$ 3 milhões com os festejos, sendo que R$ 940 mil foram destinados para o pagamento do cachê de Zeca Pagodinho. Os outros artistas e o réveillon do Copacabana foram patrocinados por empresas privadas. No Réveillon da Praia do Flamengo haverá a queima de fogos com maior tempo de duração com 25 minutos.

Créditos ao G1RJ

0 comentários:

below feature ads

Conferência e eventos