Prefeitura inaugura monumento a Chacrinha no Jardim Botânico

O prefeito Eduardo Paes, acompanhado pelo ministro das Cidades, Márcio Fortes, e pelo secretário municipal de Conservação e Serviços Públicos, Carlos Roberto Osório, inaugurou na manhã deste domingo, dia 7, no Jardim Botânico, o monumento a Abelardo Barbosa, o Chacrinha. Confeccionada em bronze e medindo cerca de 1,90m de altura, a obra foi criada pelo escultor Ique e fica nas proximidades do antigo Teatro Fênix, onde Chacrinha gravava
seu programa.

Além de parentes do saudoso comunicador, como a viúva Florinda Babosa e os filhos, a cerimônia reuniu amigos de Chacrinha, as Chacretes e dezenas de fãs, além dos secretários municipais de Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho, e de Turismo, Antônio Pedro Figueira de Melo. Em seu discurso, o prefeito Eduardo Paes destacou a importância de Abelardo Barbosa para a cidade, relembrando seus tempos de infância:

- Vivi muitos anos no Jardim Botânico e era uma alegria ver a concentração de pessoas no entorno do Teatro Fênix para participar do programa do Chacrinha. Por isso, é com enorme satisfação que estou ao lado de pessoas
que ajudaram a escrever essa história. E quando homenageamos um personagem como Chacrinha, estamos resgatando a alma dessa cidade.

Com 90 anos recém completados, Florinda Barbosa declarou-se emocionada com mais esta homenagem a seu marido:

J.P. Engelbrecht- É uma homenagem mais do que merecida, pois ele foi um maravilhoso marido, pai e profissional. E o que me emociona ainda mais é saber que, apesar de sua partida, há 22 anos, as pessoas ainda lembram dele e o homenageiam - disse a viúva de Chacrinha, endossada por seu filho, Leleco Barbosa.

- A emoção tomou conta de toda nossa família com esta homenagem que o prefeito está prestando ao maior comunicador da história da televisão brasileira, Abelardo Chacrinha Barbosa. Faltava ainda essa perpetuação da imagem do nosso “Velho Guerreiro” no Rio de Janeiro- disse Leleco, acrescentando que o local escolhido para a instalação do monumento foi definido em comum acordo com o Município.



- Foi uma escolha minha, junto com o prefeito, pois se trata de um local próximo ao último palco onde ele se apresentou para o povo brasileiro.

A estátua fica na Rua General Garzon, no caminho que o “Velho Guerreiro” fazia regularmente para ir ao estúdio da TV Globo no Teatro Fênix.

O secretário municipal de Conservação, Carlos Roberto Osório, também falou sobre a importância de Chacrinha para a história do Rio de Janeiro:

- Nossa cidade presta hoje uma justa homenagem a um pernambucano que fez sua vida no Rio de Janeiro, encantou o Brasil, e morreu sendo o mais carioca dos pernambucanos. Chacrinha foi um grande comunicador e uma figura simpática, que deixou uma legião de fãs. E como capital da cultura, o Rio de Janeiro tem a obrigação de honrar aqueles que fizeram sua história.

J.P. EngelbrechtA estátua de Chacrinha retrata o comunicador vestindo a tradicional gravata borboleta e uma buzina pendurada no pescoço. Além disso, ele carrega em uma das mãos um microfone e, na outra, uma peça de bacalhau. O monumento também ostenta um chapéu com uma flor no alto, óculos e um leve sorriso, expressando a figura marcante que Chacrinha representou.

A inauguração do monumento a Chacrinha foi animada por integrantes da Confraria do Garoto, o Cordão da Bola Preta, ritmistas e passistas da escola de samba Beija-Flor de Nilópolis e por um boneco gigante, vindo do Recife, que homenageia o comunicador.

0 comentários:

below feature ads

Conferência e eventos