EAV-Parque Lage promove encontros sobre arte

Créditos à SEC-RJ

A Escola de Artes Visuais do Parque Lage – vinculada à Secretaria de Estado de Cultura – vai promover, nos dias 5 e 6 de outubro, encontros – abertos também ao público em geral – entre artistas-professores e educadores. Uma oportunidade de pensar sobre arte e seu aprendizado.

Parque Laje

As mesas-redondas fazem parte do projeto “Via de mão dupla”, uma iniciativa da professora da EAV Nena Balthar, beneficiada pelo edital do Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais – 7a Edição – e que veio para estreitar as relações da EAV com as escolas de ensino formal da rede pública. O objetivo é oferecer, em setembro e outubro, durante as quintas-feiras, visitas de escolas às dependências de um importante centro de produção de arte e cultura do Rio de Janeiro, com participação dos alunos e dos professores em oficinas e visitas às exposições em cartaz, orientados por uma equipe de docentes da Escola.

Programação dos encontros (mesas-redondas):

5 de outubro

14h – Mesa: “O fazer e a obra pronta – possibilidades de aprendizagem”

Palestrantes: Marcelo Silveira, Maria Tornaghi e Suzana Queiroga

16h – conversa com o público

6 de outubro

14h – Mesa: “Experiências com o aprendizado da arte”

Palestrantes: Malu Fatorelli, Manoel Fernandes e Maria Tornaghi

16h – Conversa com o público

Sobre os artistas e palestrantes:

Marcelo Silveira, 1962 Gravata/PE. Vive e trabalha em Recife/PE, graduado em Educação Artística pela UFPE (1986/90). Escola Massana de Arte Barcelona Espanha (1992), programa de residência de artista – Faxinal das artes – Faxinal do Céu/PR(2002), participou de vários projetos individuais e coletivos, entre eles: Paço Imperial (Ateliê FINEP/RJ), Torreão (POA/ RS), Maria Antônia (Centro Universitário da USP São Paulo/SP), Bienal do Mercosul (POA/RS), Panorama das Artes Plásticas Brasileira MAM (Museu de Arte Moderna /SP), 29° Bienal de São Paulo(SP).

Maria Tornaghi trabalha, desde 1963, na área de arte e do ensino de arte, mantendo a atitude de indagação sobre a arte e sua prática pedagógica, variando muito sua atuação nestes campos. Coordenou o Núcleo de Crianças e Jovens da Escola de Artes Visuais do Parque Lage de 1992 a 2006, e o departamento educativo do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro de 1999 a 2006. Atualmente faz parte da Comissão de Ensino da Escola de Artes Visuais do Parque Lage e do Conselho de Cultura de Teresópolis.

Suzana Queiroga, artista plástica e professora da Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Vive e trabalha no Rio de Janeiro. Mestre em Linguagens Visuais pela UFRJ, atuante desde os anos 80, trabalha uma grande diversidade de meios como pintura, desenho, escultura, infláveis e instalações. Sua obra está relacionada à idéia de fluxo e seus trabalhos indicam uma experiência de expansão dos sentidos, do espaço e do tempo. A artista apresentou-se em diversas mostras nacionais e internacionais. Participou da exposição “Como vai você, Geração 80?”, em 1984, recebeu cerca de importantes 10 premiações nacionais e apresentou-se em inúmeras exposições individuais. Publicações, 2005, Suzana Queiroga, de Viviane Matesco, Artviva Ed.; 2008, Suzana Queiroga, de Paulo Sérgio Duarte, com entrevistas a Glória Ferreira, Ed. Contracapa. Também em 2008, Velofluxo – Suzana Queiroga, livro de Fernando Cocchiarale, Ed. Metropolis Produções Culturais. A artista é representada pela Galeria Anita Schwartz.

Malu Fatorelli, artista plástica, arquiteta graduada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (FAU-UFRJ), mestre em Comunicação e Tecnologia da Imagem da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO-UFRJ)e doutora em Linguagens Visuais da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (EBA-UFRJ.) É professora adjunta do Instituto de Artes da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (IART-UERJ) e da Escola de Artes Visuais do Parque Lage (EAV), Rio de Janeiro - RJ. Foi Artista Visitante da Escola Internacional de Gráfica de Veneza, Itália (bolsa do Instituto Italiano de Cultura); da Ruskin Sckool of Drawing and Fine Arts da Universidade de Oxford, Inglaterra (bolsa do British Counsil); e do Headland Center for the Arts, São Francisco, EUA. Realiza exposições em Museus e Galerias no Brasil e no exterior.

Manoel Fernandes é artista, professor e curador. Graduado em Arquitetura e cursou a Escola de Arte Brasil. Sua atividade didática tem início em 1983 como professor de Desenho no MAM do Rio de Janeiro. Em 2000, foi assistente de curadoria na exposição “Paisagem Carioca”(MAM-RJ). Em 2007, foi curador da exposição “ Jogos Visuais- Arte Brasileira no Pan” (Centro Cultural da Caixa Econômica Federal-RJ. Desde 1984 leciona na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, onde coordenou o ciclo de palestras “A Construção da Imagem” e “O Objeto e o Olhar na Arte e na Psicanálise”. Participou de inúmeras exposições coletivas e individuais no Brasil e no exterior.

Mais informações: www.eavparquelage.rj.gov.br

A Escola de Artes Visuais do Parque Lage fica na Rua Jardim Botânico, 414 – Jardim Botânico. Telefone: 3257-1800.

0 comentários:

below feature ads

Conferência e eventos