Importações elevam receita da Gefco Logística em 20%, e empresa constrói centro de 1500 m² no Estado.

Na visão da companhia, o Rio de Janeiro apresenta as melhores oportunidades de negócios logísticos no país nos próximos anos

O transporte marítimo impulsionará em 2011 o faturamento bruto da Gefco Logística, subsidiária brasileira do grupo PSA Peugeot Citroën, que espera o crescimento de 20% em suas receitas brutas em relação às obtidas em 2010, para algo em torno de R$ 384 milhões.

A razão é o grande volume de importações de bens de consumo, segundo o diretor geral da companhia, Gonzague Collong, que estima avanço no mercado logístico nacional em ritmo duas vezes superior ao esperado para o Produto Interno Bruto (PIB) este ano.

"A logística no Brasil deverá crescer algo em torno de 8% a 10% em 2011, já que o PIB (Produto Interno Bruto) deve avançar perto dos 4%", disse Collong, em entrevista ao Valor na Expo Logística 2011, no Rio de Janeiro. Para pegar carona no crescimento do setor, a Gefco constrói um centro de 1.500 metros quadrados em Porto Real, no sul fluminense, especializado em pós-produção automobilística, na colocação de acessórios em automóveis.

A empresa investe R$ 4 milhões no projeto que deverá estar pronto no fim de 2012. Na visão da companhia, o Rio de Janeiro apresenta as melhores oportunidades de negócios logísticos no país nos próximos anos, em razão do crescimento da indústria de óleo e gás e dos eventos esportivos que acontecerão no Estado, como as Copa do Mundo (2014) e os Jogos Olímpicos (2016).

Para 2012 e 2013, o objetivo da Gefco é desenvolver suas atividades logísticas para a indústria de petróleo e seus derivados, adiantou Collong.

Créditos ao Valor Online

0 comentários:

below feature ads

Conferência e eventos